Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Ministro da Defesa acompanha o Viking 22

Publicado: Terça, 05 de Abril de 2022, 21h12 | Acessos: 553
imagem sem descrição.

Ministro da Defesa e autoridades brasileiras visitam sítio remoto do Exercício Viking 22

O maior exercício multifuncional de operações de paz do mundo, o Viking 22, recebeu nesta manhã (5/4), a visita do Ministro da Defesa, Paulo Sérgio Nogueira de Oliveira, que percorreu os locais onde estão sendo realizados os treinamentos desse evento. O ministro pode observar as atividades que visam ao preparo de civis, militares e policiais, além dos ambientes da direção do exercício e da sala de simulação do adestramento.
O ministro ressaltou a importância do Brasil no exercício como sítio remoto. “Participar de uma simulação construtiva como essa, envolvendo meios e tecnologias, em cinco sítios remotos conectados, com simulações, cooperação, integração entre as forças e instituições, reafirma a capacidade de Estados-Maiores na solução de problemas complexos em prol de futuros desdobramentos em missões de paz da ONU”, declarou. Acrescentou, ainda, os laços históricos,  "as Forças Armadas têm se destacado, há mais de 70 anos em operações de paz".
Além do ministro, autoridades brasileiras também estiveram no Comando Militar do Planalto, em Brasília-DF, e acompanharam as simulações. O Comandante do Exército Brasileiro, General de Exército Marco Antônio Freire Gomes, enfatizou o Viking 22 como uma importante ferramenta de aprimoramento da operacionalidade das tropas brasileiras. O Comandante também fez referências à participação de integrantes da Associação Latino-Americana de Centros de Treinamento para Operações de Paz (AlCOPAZ), da Rede Brasileira de Pesquisa sobre Operação de Paz (REBRAPAZ) e da ONU Brasil nesse esforço conjunto.
Conduzido pelo Ministério da Defesa da Suécia, em parceria com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, o Exercício Viking 22 teve início no dia 28 de março e segue até o dia 7 de abril. No Brasil, a coordenação é do Ministério da Defesa e a direção cabe ao Exército Brasileiro, por intermédio do Comando de Operações Terrestres (COTER).

registrado em:
Fim do conteúdo da página