Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
Início do conteúdo da página

Incorporação dos Soldados

Publicado: Terça, 07 de Março de 2023, 18h24 | Acessos: 1405
imagem sem descrição.

No início do mês de março, na área sob a responsabilidade do Comando Militar do Planalto (CMP), um novo capítulo na vida de mais de cinco mil jovens brasileiros do sexo masculino começou. Agora eles fazem parte do Núcleo de Formação de Reservistas. A incorporação aconteceu de forma simultânea, dentro das mais diversas Organizações Militares subordinadas ao CMP.
Após um processo rigoroso de seleção, que inclui etapas como a convocação, alistamento online e presencial, exames e entrevistas, o jovem inicia a etapa da prestação do serviço militar. É nesse momento que as noções de hierarquia, disciplina, valores cívicos e militares são implementados. O período tem a duração mínima de 12 e máximo de 96 meses.
No decorrer desse tempo, aos nossos soldados são oferecidas inúmeras oportunidades, desde de seguir carreira como militar temporário, tornando-se soldado do efetivo profissional e progredir na profissão, como Cabo ou 3º Sgt Temporário até a realização de capacitações voltadas para o meio civil.
Esse foi o caso do 3º sargento Lucas Luan de Freitas Gonzaga. O militar ingressou no Exército Brasileiro em 2017 como soldado e o seu rendimento nos cursos internos o levaram à promoção à graduação de cabo e depois de sargento.
Atualmente, o sargento Luan é adjunto na seção de Programas de Governo do CMP. Ele explica que as oportunidades não se limitam a seguir carreira no Exército. “Por meio de programas de parceria com o governo, nas Organizações Militares do CMP, todos os anos, são ofertados mais de 200 cursos para a capacitação profissional”.
Cursos como motorista, padeiro, auxiliar de cozinha, obras, informática, administração e saúde são alguns dos exemplos dos treinamentos oferecidos. A atividade conta com a parceria entre o Exército e o “Sistema S”, Instituições como SESI, SESC, SENAI, SENAC, entre outras.
“Ao sair do Exército, o jovem sai com um diploma assinado pelo Ministério do Trabalho e o Comandante do Exército e isso, sem dúvidas, aumenta as possibilidades de ingresso no mercado de trabalho”, finaliza o sargento Luan.
Desde 2004, mais de 261 mil jovens participaram do Programa Nacional de Certificação.  No ano de 2022, no CMP foram qualificados cerca de 7.649 militares.
Um do contemplados foi o ex-soldado Pedro Rodrigues Domingues. Ele foi voluntário para o curso de auxiliar de saúde bucal, já que trabalhava na seção de saúde do 1º Regimento de Cavalaria de Guardas. “Com o curso pude aprender corretamente o nome e a utilidade de cada material utilizado pelos dentistas, auxiliando em cirurgias e atendimentos gerais”.
Este ano, o soldado pediu seu licenciamento da Força e comenta com sentimento de gratidão:  “agora estou à procura de um emprego fixo e, graças ao que aprendi, tenho oportunidade de crescer na área”.

registrado em:
Fim do conteúdo da página